Warning: Illegal string offset 'url' in /home/storage/6/23/38/smartalk/public_html/wp-content/themes/smartalk/header.php on line 54
BH + 55 31 2531.7774
BH + 55 31 2531.7774
SMARTalk



ABR 28

A importância das pausas em apresentações.

By Marketing | 28 de abril de 2014 | Apresentação

Falar sem parar diante de uma audiência não significa que o orador produziu um bom discurso, nem que se está diante de uma sumidade naquele assunto, da qual você não pode perder uma palavra sequer. As pausas e os momentos de silêncio breve são tão importantes quanto o que se pretende comunicar em um discurso. Afinal, os modos de expressão – o “como” se expõe uma narrativa ou apresentação – são muito importantes, às vezes até mais do que o conteúdo que é pronunciado – o “quê” está sendo dito.

Falar sem parar também é monótono

A fala ininterrupta gera uma sequência que acaba sendo uniforme e monótona para o público, tanto quanto o silêncio duradouro.Por isso, é necessário dinamizar sua preleção com um toque de humor, o que vai inevitavelmente gerar reações espontâneas da plateia; um tanto de contraste nas suas articulações, ressaltando momentos mais relevantes e diminuindo o ritmo invariável da fala. Além disso, é preciso ter atenção para utilizar sucintas interrupções e curtos momentos de silêncio, nos momentos adequados.

Se você discorre a sequência de frases constantemente e sem variações, com a expectativa de que a audiência vai ficar “colada” e atenta a tudo que você disser, comete um grande erro. É preciso rever as ideias que você tem acerca de uma boa apresentação, porque a correta utilização dos andamentos, pausas e intervalos em sua fala tem a ver diretamente com a evolução de seu discurso e com o envolvimento da plateia com o que você está dizendo.

O que as pausas bem utilizadas podem oferecer

Pode parecer contraditório, mas algumas pausas bem executadas dão às pessoas que o estão assistindo a impressão de que você tem segurança sobre o que está relatando e é um tremendo especialista naquilo. Isto porque você não demonstra afobação, mas, ao contrário, confiança no que vai ser falado e no tempo que dispõe para falar.

Apesar desses benefícios, para a boa utilização das pausas deve se dar atenção à correta quantidade e à dosagem que se vai empregar. Pausas curtas, por exemplo, de um a dois segundos, são eficazes para demonstrar com clareza para a plateia que você está separando assuntos, fazendo um “corte” nas ideias que está transmitindo às pessoas, facilitando o entendimento e sua absorção.

Se o seu discurso tiver um conteúdo muito enérgico e muita força, as pausas bem colocadas darão cadência ao que é falado e permitirão que o público absorva o significado de cada parte da mensagem que é passada. Os pequenos momentos de silêncio também poderão ser excelentes transmissores de emoções específicas, através dos quais o público com certeza conseguirá reconhecer o conteúdo emocional que pretende imprimir naquele instante.

Assim, as pausas bem feitas podem determinar não apenas o significado do que é dito e entendido, mas também as emoções da audiência e a percepção que ela tem do orador. Treinar seu discurso com pausas é essencial!

As pausas e outros recursos do bom discurso

A mudança de inflexão sonora da voz, criando contraste, é tão eficiente quando uma pequena pausa para destacar ideias e pensamentos. Os dois artifícios, inclusive, podem ser empregados em conjunto para enfatizar pontos ainda mais importantes.

Diminuir o volume da voz em alguns momentos também pode ser um recurso interessante e que chama a atenção da audiência.

Portanto, não duvide de que a habilidade de se colocar pausas nos momentos certos do discurso é uma característica dos oradores mais competentes. Desenvolva-a e aplique na sua técnica oratória com sabedoria!