BH + 55 31 2531.7774
BH + 55 31 2531.7774
SMARTalk



AGO 22

Workshop: o que é, aplicações e tudo o que você precisa saber

By Marketing | 22 de agosto de 2018 | Sem categoria

Para potencializar a produtividade, uma empresa não pode permitir que seus clientes ou colaboradores permaneçam na zona de conforto. É preciso estimulá-los a aprender, a conhecer novas possibilidades e a renovarem seu engajamento com a marca. Uma das ferramentas mais efetivas para alcançar esse resultado são os workshops. Eles já fazem parte da sua estratégia?

Workshops são utilizados como ferramenta de negócio. Seja para atrair clientes, capacitar colaboradores ou aumentar a visibilidade de uma marca.

Se um workshop não faz parte da sua estratégia, vamos explicar por que esses eventos são importantes e mostrar o que a sua empresa pode fazer para alcançar os melhores resultados por meio deles. Confira!

O que é workshop

O workshop é um evento que reúne pessoas interessadas em ampliar seus conhecimentos sobre um assunto específico, especialmente quando a proposta é que essa aprendizagem aconteça por meio de atividades práticas.

O termo workshop pode ser traduzido como oficina. Portanto, entende-se que não se trata de um evento em que ocorrem apenas palestras teóricas. Quem se inscreve tem o objetivo de “pôr a mão na massa”, tirar dúvidas e interagir com outros participantes.

É possível realizar esse tipo de evento sobre os mais diversos assuntos, desde culinária, artes, fotografia, marketing, defesa pessoal, práticas jurídicas e contábeis, métodos de ensino, técnicas de vendas e negociação, procedimentos estéticos, entre outros.

Exemplos de workshops

A possibilidade de usar workshops na empresa são praticamente infinitas. Eles também podem ser planejados com diversas finalidades, como você pode ver nos exemplos a seguir.

Algumas empresas criam workshops de treinamento, voltados principalmente para seu público interno. É uma forma de proporcionar o aprendizado de questões práticas que interferem no dia a dia, melhorando a performance do grupo e potencializando os resultados do negócio.

Em alguns casos, esses treinamentos também são realizados para colaboradores de outras empresas, mediante pagamento.

Outro exemplo é o dos workshops para divulgação. Essa é uma prática comum no setor de cosméticos, que faz workshops ensinando os cabeleireiros a obter melhores resultados usando os produtos lançados pela marca.

Temos também os workshops para captar clientes. Uma ou mais empresas que compartilham o mesmo público-alvo criam um ciclo de oficinas com temas de interesse de possíveis clientes. Embora elas tragam informações relevantes, elas também vão evidenciar as vantagens ou a necessidade de contratar serviços que os promotores do evento oferecem.

Para tratar de todos os tipos de workshops possíveis, precisaríamos de muito mais que um post dedicado apenas a esse assunto. Porém, a partir desses exemplos você deve ter percebido o potencial dessa estratégia e pensado em alternativas para usá-la em seu negócio.

Diferenças entre workshop e curso

Existem algumas diferenças básicas entre os dois modelos de aprendizagem. Os workshops costumam ser mais curtos e extremamente pontuais. Portanto, quem se inscreve está planejando aprender alguma atividade específica, especialmente de forma prática.

O curso, por sua vez, é um pouco diferente. Embora o mercado também ofereça cursos de curta duração, eles costumam ter um programa mais abrangente. O objetivo desse tipo de proposta é encadear conteúdos para que os alunos tenham desde a base até o aprofundamento.

Na maioria das vezes, os cursos usam uma exposição mais teórica, embora possa conter algumas atividades práticas.

Como montar um workshop

Workshops são recursos eficientes para gerar engajamento entre empresa e consumidores, clientes internos e empregadores e também para gerar oportunidades de negócio. Para ser bem sucedido, alguns pré-requisitos precisam ser alcançados. Veja.

Estabeleça um objetivo

Quer capacitar seus colaboradores? Captar consumidores? Manter o engajamento dos seus clientes atuais? Responder essa pergunta é o primeiro passo para criar seu workshop e tomar as demais providências.

Conheça o seu público-alvo

Depois de definir um objetivo, procure conhecer seu público-alvo. Descubra quais são os principais problemas e necessidades deles como podem ser solucionados com o evento. Afinal, não adianta falar de um tema interessante para seu negócio, mas que não é visto como útil pelo seu público-alvo.

Escolha um tema

A partir dos resultados do item anterior, estabeleça um tema que atinja as necessidades do seu público-alvo. Estabeleça uma conexão entre as dores dessa persona e a solução que a empresa vai oferecer.

Defina se o evento será pago ou gratuito

Isso depende muito do objetivo do seu workshop e da reputação que a empresa tem no mercado. Se a intenção é treinar seus funcionários, por exemplo, não faz sentido cobrar pelo evento.

Já se você é dono de um restaurante natural e vai ensinar receitas às pessoas que desejam se alimentar de forma saudável, nada impede a cobrança. Inclusive, essa pode ser uma fonte de renda adicional para muitas empresas ou profissionais.

Defina o local, data e horário

O ideal é fazer essa escolha com antecedência, tanto para ter um bom tempo de divulgação quanto para atrair públicos específicos.

Uma loja de artigos para artesanato, por exemplo, pode fazer um workshop de enfeites natalinos em setembro ou outubro, que deve ser divulgado a partir de julho. Isso é essencial para que artesãos interessados tenham tempo para se programar, participar e oferecer os produtos aos seus clientes.

Convide os instrutores

Para que seu workshop seja relevante, ele precisa ser dirigido por pessoas que têm bagagem para contribuir.

Faça um orçamento

Inclua na programação os custos do local, materiais que serão utilizados, locação de equipamentos e até mesmo as despesas com os palestrantes. Se for conveniente, distribua um kit aos participantes e sorteie brindes entre eles.

Crie uma estratégia de divulgação

Para divulgar o seu evento, pense mais uma vez no seu público-alvo. Descubra onde ele consome informação e utilize esses meios para atingi-lo.

Para alguns tipos de negócios, os canais digitais são a melhor alternativa. Para outros, uma parceria com outros estabelecimentos e negócios de interesse desse público-alvo garante melhores resultados. Descubra a opção mais efetiva no seu caso.

Planeje as inscrições

É importante que as pessoas se inscrevam com antecedência. Por isso, estabeleça um prazo máximo e até mesmo um limite de participantes, de acordo com a capacidade do local e as atividades que serão realizadas.

As inscrições oferecem uma base de cálculo para os materiais e equipamentos necessários para comprar ou alugar. Não se esqueça de inserir no formulário campos para informações de contato.

Prepare o evento

Nos dias que antecedem o workshop, trate de cada detalhe do evento. Certifique-se de que a estrutura física e equipamentos estão em ordem para receber os participantes. Na data, coloque uma equipe para receber e orientar os convidados.

Envie os certificados

As pessoas gostam de guardar uma lembrança ou uma certificação que ateste a participação delas em workshops, especialmente se eles tratam de temas profissionais. Envie-os e demonstre organização e apreciação.

Invista no pós-evento

Muitas vezes, o resultado de um workshop vem após o evento. Utilize as informações de contato para criar um relacionamento com os participantes. Comece solicitando uma avaliação por e-mail, por exemplo, e ofereça a oportunidade de se inscreverem em uma newsletter.

Enviar, periodicamente, conteúdos referentes a assuntos do workshop e relacionados, auxilia na criação de um relacionamento que gera possibilidades e oportunidades para oferecer novos produtos e serviços.

Entendeu como a sua empresa pode usar o workshop como estratégia para atingir vários objetivos?

Quer outras dicas para usar a comunicação a favor do seu negócio? Siga-nos em nossas redes sociais e acompanhe a publicação de novos conteúdos. Nos vemos por lá!